Estudo diz que 61% dos homens da Alemanha querem fazer mais sexo

Berlim, 17 set (EFE).- Cerca de 61% dos homens da Alemanha e 50% das mulheres desejam fazer sexo mais vezes do que atualmente em um país no qual a média está em 139 relações sexuais por ano.

EFE |

Os números foram revelados por um estudo encomendado pela rede de TV "ProSieben" e foi elaborado pela Sociedade Alemã de Ciências Sociais e Pesquisa Sexual (DGSS, em alemão) e pela City University London.

A pesquisa, elaborada a partir de mais de 55 mil entrevistas, feitas principalmente pela internet, é o maior trabalho sobre sexo realizado na Alemanha.

Entre outras informações divulgadas hoje pela emissora, o estudo revela também que 37,1% dos homens e 38,9% das mulheres que moram na Alemanha já traíram a parceira ou parceiro ao menos uma vez.

"A internet nos permite alcançar um maior número de pessoas. O anonimato garantido por este meio faz as pessoas darem respostas mais sinceras", declarou o presidente da DGSS, Jakob Pastötter.

Na elaboração da "Sexreport 2008 - Assim amam os alemães" também foram realizadas entrevistas pessoais, com a ajuda de um detector de mentiras, para conhecer as preferências e costumes sexuais dos entrevistados.

O estudo da "ProSieben", que exibirá uma grande reportagem sobre o tema no próximo sábado, também inclui depoimentos sobre questões polêmicas como o fingimento de orgasmos, o novo conceito de fidelidade e a prática do ménage à trois. EFE nvm/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG