Estudo diz que 1 pessoa por dia é executada na Colômbia

Bogotá, 29 out (EFE).- Um total de 535 pessoas foram executadas extrajudicialmente na Colômbia entre 1º de janeiro de 2007 e 30 de junho de 2008, o que representa a média de uma vítima por dia.

EFE |

Os números são de um relatório apresentado hoje no fórum "Execuções extrajudiciais: uma realidade inocultável", organizado por ONGs de Colômbia, Europa e Estados Unidos.

A divulgação destes dados coincidiu com o anúncio do presidente colombiano, Álvaro Uribe, de expulsar do serviço 27 oficiais, entre eles três generais, pelo desaparecimento de 20 jovens.

O coordenador do Observatório Sobre Execuções Extrajudiciais da Colômbia, Alberto Yepes, argumentou que essas 535 pessoas "perderam a vida devido a execuções extrajudiciais atribuíveis à Polícia".

Do total, 21,9%, ou seja, 117 casos, têm algum tipo de acompanhamento judicial, "mas não há certeza de que os demais 78,1% sejam ou tenham sido objeto de algum processo ou investigação".

Por instituições, o relatório indica que o Exército colombiano é o que mais aparece nas denúncias sobre execuções extrajudiciais, com 93,7% dos casos, o que representa 443 vítimas.

Em 97% dos casos as vítimas foram homens e no resto dos 3%, mulheres.

De todos os casos, 58% envolvem a morte de menores de 30 anos e, de acordo com o relatório, as novas modalidades de execuções agora envolvem jovens de setores marginalizados que desaparecem e depois foram executados em lugares distantes de suas casas. EFE ocm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG