Estudo da UE diz que clonagem afeta os animais, mas não o consumo de sua carne

A clonagem cria problemas reais par a saúde e o bem-estar dos animais, mas o consumo de carne de gado ou suína clonada não é perigoso, segundo os dados atualmente disponíveis de um estudo científico europeu divulgado nesta quinta-feira.

AFP |

"Nossa reação preliminar a esse informe é que aumentam nossas preocupações com a saúde e o bem-estar dos animais", comentou a Comissão Européia, que estuda a possibilidade de autorizar a comercialização de alimentos procedentes de clonagem.

Antes de tomar uma posição definitiva, Bruxelas vai esperar os resultados de uma pesquisa que será realizada este ano entre os cidadãos da União Européia (UE), tradicionalmente muito céticos quanto a esta questão.

Enquanto isso, a Autoridade Européia para a Segurança Alimentar (EFSA), uma organização independente e encarregada dar sua opinião à Comissão nesse tipo de tema, se mostrou claramente preocupada com a saúde e o bem-estar dos animais clonados, em particular aqueles com menos de seis meses.

Mas suas conclusões são menos contundentes em relação à segurança alimentar da carne ou do leite procedentes desses animais.

De fato, os especialistas da EFSA não encontraram risco particular para a carne de gado ou de porco clonada em relação à dos animais concebidos de maneira natural.

Só foram consideradas a carne de gado e de porco porque estas são as únicas sobre as quais existem atualmente estudos adequados, explicou a EFSA.

No entanto, os especialistas enfatizaram que a base de dados científicos sobre a clonagem ainda é pequena.

"Existem incertezas sobre a análise dos riscos por causa do número limitado de estudos disponíveis, pequenas mostras estudadas e, no geral, a ausência de um enfoque uniforme", assinala o relatório.

Em janeiro, um comitê de ética europeu para a ciência e as novas tecnologias já havia emitido uma opinião crítica sobre os alimentos clonados, referindo-se aos "sofrimentos e os problemas de saúde dos animais".

Essa opinião é divulgada num momento em que a Agência Americana de Regulamentação dos Produtores Alimentícios (FDA) acaba de anunciar sua aprovação quanto à comercialização da carne clonada.

cm/mar/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG