invisíveis ocultam ataques do coração em mulheres - Mundo - iG" /

Estudo: bloqueios invisíveis ocultam ataques do coração em mulheres

As mulheres apresentam sintomas atípicos e bloqueios invisíveis nas artérias que podem explicar porque elas recebem menos assistência médica do que os homens para evitar ataques do coração, afirma um estudo publicado nesta terça-feira.

AFP |

As mulheres têm duas vezes mais chances do que os homens de apresentar resultados normais em exames das artérias - ou seja, artérias desentupidas ou com menos de 50% de bloqueio -, quando sofrem um ataque do coração, concluiu o estudo.

Outros exames confirmaram que elas estavam mesmo tendo ataques do coração, de acordo com a pesquisa, divulgada no site do jornal "Heart".

O estudo foi baseado em dados coletados com 25.755 homens e mulheres, em 14 países, que sofreram ataques do coração, ou sentiram dores no peito entre 1999 e 2006. Em todos eles, foi realizado um angiograma.

Uma angiografia permite que os médicos vejam se as artérias estão bloqueadas - principal causa de ataques do coração, derrames e dores no peito.

Fortes dores no peito são o principal sintoma para detectar ataques do coração em indivíduos dos dois sexos, mas a ausência de artérias seriamente entupidas entre as mulheres explica porque elas não recebem a mesma atenção médica que os homens.

"Demos passos importantes no tratamento de mulheres com doenças do coração, mas esses dados mostram que ainda há muito a ser feito e que precisamos descobrir se as mulheres apresentam, de fato, bloqueios que são 'invisíveis' nos angiogramas", disse Kim Eagle, do Centro Cardiovascular da Universidade de Michigan, principal autor do estudo.

Mulheres com o mesmo nível de problemas cardíacos apresentado pelos homens têm probabilidades significativamente menores de receber medicamentos, ou estatinas, usados para evitar um ataque do coração, aponta o estudo.

As mulheres também fazem menos angioplastias e colocam menos "stents" (utilizados para abrir as artérias) do que os homens.

Enquanto 94% dos homens e 92% das mulheres afirmaram sentir dores no peito, pacientes do sexo feminino sem dores no peito descreveram com mais freqüência sintomas "atípicos", como enjôo e dores no maxilar, continua o estudo.

Doenças do coração são a maior causa da morte entre mulheres nos Estados Unidos, com 459.000 mortes por ano.

js/ap/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG