Estudo alerta para risco de tsunami na costa do Mediterrâneo

Um relatório divulgado nesta segunda-feira destaca que a costa do Mar Mediterrâneo é mais vulnerável aos tsunamis do que o Oceano Índico, onde uma onda gigante deixou mais de 300 mil mortos em 2004.

BBC Brasil |

O documento, intitulado Relatório dos Desastres Mundiais, foi elaborado pela Federação Internacional das Sociedades Cruz Vermelha e Crescente Vermelho (IFRC, na sigla em inglês).

Segundo o relatório, milhões de pessoas que moram ou passam férias no litoral do Mediterrâneo estão correndo o risco de serem atingidas por tsunamis.

Apesar da vulnerabilidade da região, o documento ressalta que a costa do Mar do Mediterrâneo não possui um sistema de alerta para tsunamis e que um forte terremoto submarino na região poderia ter consequências graves.

"Com 140 milhões de pessoas vivendo nas áreas costeiras, um grande número de turistas e uma alta densidade populacional em partes do Mediterrâneo, um grande tsunami poderia ter consequências devastadoras", diz o relatório.

"Há um grande esforço sendo feito no sentido de instalar rapidamente as partes técnicas de um sistema de alerta de tsunamis, mas o avanço está sendo lento e há limitações na sua abrangência", afirma o documento.

'Pior ano'

O relatório destaca ainda que o ano de 2008 foi o segundo pior no total de vítimas de desastres naturais, superado apenas por 2004, ano do tsunami no Oceano Índico.

No ano passado, 138.336 pessoas morreram ou foram dadas como mortas por causa do ciclone Nargis, em Mianmar, enquanto outras 87.476 morreram no terremoto de Sichuan, na China.

O documento ressalta também que milhões de pessoas foram atingidas por enchentes e secas ao redor do mundo em 2008.

Leia mais sobre tsunami

    Leia tudo sobre: tsunami

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG