Estudo: ácido fólico e vitaminas B6 e B12 não ajudam a prevenir câncer

O ácido fólico e as vitaminas B6 e B12 não ajudam a prevenir o câncer entre mulheres com elevado risco de doenças cardiovasculares, segundo estudo publicado nesta terça-feira na revista americana Journal of the American Medical Association (JAMA).

AFP |

A medicina acreditava que o ácido fólico e as vitaminas B6 e B12 tinham um importante papel na prevenção do câncer. Por causa disso, desde 1998 a indústria fortifica alimentos com um complemento de ácido fólico sintético nos Estados Unidos para reduzir o câncer, e em particular o risco de problemas no tubo neural, estrutura embrionária que dá origem ao cérebro e à medula espinal, indicaram os autores do estudo.

Cerca de um terço da população adulta nos Estados Unidos consome complementos vitamínicos com ácido fólico e vitaminas B6 e B12, destacam os pesquisadores.

O estudo foi realizado com 5.442 americanas com pelo menos 42 anos de idade e alto risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Metade delas tomou diariamente uma combinação de ácido fólico, vitaminas B6 e B12. A outra metade tomou placebo.

Os exames clínicos para acompanhar as voluntárias foram feitos ao longo de sete anos, de abril de 1998 a julho de 2005.

"Ao todo, 379 mulheres desenvolveram câncer: 187 no grupo submetido ao complemento vitamínico e 192 no grupo que tomou placebo", segundo os pesquisadores.

Comparativamente, as mulheres dos dois grupos "apresentaram risco semelhante de ter câncer de mama ou outras formas de câncer", explicaram.

js/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG