Estúdio quer espiã russa Anna Chapman em filme pornô

Presidente de empresa americana diz que agente da Rússia é "a mais sexy" em muitos anos e "poderá ser uma atriz excelente"

iG São Paulo |

A maior produtora de filmes pornôs dos Estados Unidos, Vivid, pretende oferecer trabalho para Anna Chapman, 28 anos, que fazia parte do grupo de 10 espiões russos trocados pelos Estados Unidos na semana passada, informou o estúdio nesta segunda.

Chapman foi detida nos Estados Unidos pelo FBI (policía federal) por envolvimento em um esquema de espionagem. A espiã, cujo nome de solteira era Anna Kuschenko, foi deportada em 9 de julho e está isolada em uma residência do Serviço de Espionagem Exterior.

"Anna é obviamente a espiã mais sexy que vimos em muitos anos. Embora não tenha tido muito sucesso como espiã, pensamos que poderá ser uma atriz excelente em um de nossos próximos filmes", disse o presidente da Vivid, Steven Hirsch, em comunicado.

O estúdio distribui filmes protagonizados por Pamela Anderson, Kim Kardashian e, mais recentemente, Kendra Wilkinson, estrela de um reality show do canal E!.

No processo do FBI, Chapman é acusada de ter fornecido informações a um dirigente russo com quem teria se encontrado todas as quartas-feiras dos últimos meses em uma livraria do West Village.

A russa de 28 anos mudou-se para Nova York em fevereiro, vindo de Moscou logo após um divórcio, assegurou o New York Post e um site de informações russo, lifenews.ru.

Em uma entrevista postada no site YouTube, "Anya" Chapman explica ser uma especialista em pequenos empreendimentos, expressando o desejo de desenvolver uma rede de recrutamento de jovens profissionais "nas duas cidades do mundo onde há mais pessoas talentosas: Moscou e Nova York".

Anna foi transferida a Moscou na sexta-feira como parte de uma troca de espiões. Em troca, os EUA receberam quatro agentes de seu interesse, dois dos quais estão atualmente na Grã- Bretanha. Dos quatro entregues aos EUA, três haviam sido condenados por espionagem em favor dos ocidentais.

Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: anna chapmanespiãrússiaeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG