No dia de crucial votação no Parlamento, 100 mil protestam em Roma contra o governo e sua reforma das universidades

Milhares de estudantes se manifestaram nesta terça-feira nas grandes cidades da Itália para protestar contra o governo e sua reforma das universidades. Os protestos aconteceram no dia em que o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, sobreviveu a votações de confiança no Senado e na Câmara , cruciais para sua permanência no cargo.

Manifestantes marcham perto do Coliseu, em Roma
AP
Manifestantes marcham perto do Coliseu, em Roma
Em Palermo, na Sicília, mais de 500 estudantes bloquearam por alguns instantes o aeroporto ao ocupar a pista de aterrissagem e exibir um cartaz em que se podia ler: "Vamos bloquear tudo, vão todos embora."

Nenhum avião pôde aterrissar ou descolar, segundo a empresa que gerencia o aeroporto. Outros estudantes tomaram estações ferroviárias interrompendo o tráfego dos trens, antes de se dirigir ao porto.

Em Milão, no norte do país, 50 estudantes invadiram a sede da Bolsa de Valores e exibiram o cartaz com os dizeres: "Vocês são um bando de especuladores racistas, e tem de nos dar dinheiro." Quando foram expulsos do prédio, começaram a jogar pedras e a gritar contra a reforma.

Em Roma, 100 mil manifestantes protestaram, segundo os organizadores, em sua maioria estudantes, mas também desempregados, trabalhadores insatisfeitos e moradores de L'Aquila, a cidade que foi destruída pelo terremoto de abril 2009.

As forças de segurança controlavam o centro da capital, bloqueando os acesos ao Senado e à Câmara dos Deputados, onde aconteceram respectivamente a votação de uma moção de apoio e outras duas de censura a Berlusconi.

As manifestações provocaram também engarrafamentos em outras cidades, como Cagliari (na Sardenha, norte) e Bari (sul).

A reforma da universidade prevê a fusão dos estabelecimentos menores, o acesso aos conselhos de administração de especialista externos ao mundo acadêmico e a redução dos mandatos dos reitores. Segundo seus detratores, as medidas buscam principalmente a poupança.

Policiais bloqueiam manifestante durante tumultos antigoverno perto do Parlamento em Roma
Reuters
Policiais bloqueiam manifestante durante tumultos antigoverno perto do Parlamento em Roma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.