Estudantes queimam foto de Obama no Irã

Teerã, 9 abr (EFE).- Um grupo de estudantes voluntários islâmicos em Teerã protestaram hoje em frente ao edifício da ex-embaixada dos Estados Unidos em Teerã, onde queimaram fotos do presidente americano, Barack Obama.

EFE |

Os estudantes se concentraram por ocasião do 30º aniversário da ruptura de relações entre os dois países, lembrado este ano.

Um grupo de estudantes alinhados ao aiatolá Ruhollah Khomeini atacou a Embaixada dos EUA em Teerã no início de novembro de 1979 e tomou como reféns 52 diplomatas americanos que ficaram retidos por 444 dias, e, desde então, Irã e EUA romperam as relações diplomáticas.

Na manifestação de hoje, os estudantes gritaram palavras de ordem como "morte a Obama", "morte à mudança americana", "o estudante está acordado e odeia a Obama" e "morte ao clérigo americano".

Na concentração, os estudantes também queimaram fotos do ex-presidente americano George W. Bush e de algumas autoridades israelenses.

Obama fez em março um discurso conciliador por ocasião da festa do Ano Novo persa.

O Irã recebeu com cautela a este discurso, mas insistiu em que espera uma mudança verdadeira na política dos EUA a respeito do Irã, e insistiu em que não renunciará a seu direito sobre a tecnologia nuclear. EFE msh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG