Estudantes protestam em Caracas contra corte no orçamento da educação

Milhares de professores e estudantes participaram de manifestação nesta quarta-feira em Caracas em defesa de um orçamento que atenda a necessidades da universidade venezuelana, depois de um corte de 6% este ano, comprovou a AFP.

AFP |

O protesto começou na Universidade Central da Venezuela (UCV), a maior do país, com uma passeata seguindo em direção à sede do departamento de Educação Superior, no centro de Caracas, onde delegados estudantis e professores foram recebidos pelo ministro Luis Acuña.

Alguns jovens com os rostos cobertos chegaram a atirar para o ar logo no início da marcha e, posteriormente, incendiaram dois veículos estacionados na UCV.

Na noite de terça-feira um outro veículo havia sido queimado dentro da cidade universitária.

No entanto, 1.200 policiais vigiavam a manifestação à qual se uniram representantes de alguns partidos políticos de oposição, entre eles o prefeito metropolitano de Caracas Antonio Ledezma, além de delegados sindicais, médicos e jornalistas.

Muitos manifestantes usavam camisetas, e levavam cartazes alusivos aos canais de televisão críticos do governo do presidente Hugo Chávez, como RCTV, que saiu do ar há dois anos, ao não ter renovada a licença de funcionamento, e Globovisión, com três procedimentos disciplinares abertos.

nn/rsr/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG