David Valenzuela. Nova York, 14 nov (EFE).- A vitória do democrata Barack Obama chegou em ritmo de hip-hop às salas de aula de algumas escolas dos Estados Unidos, pelas mãos de um grupo de artistas nova-iorquinos que fazem clipes com informações atuais para jovens estudantes.

"Os EUA surpreenderam o mundo. Acreditamos em um sonho e fizemos o impossível. É imparável", diz o rap com o qual a associação Flocabulary pretende que, entre os alunos de todo o país, cresça o interesse em conhecer de forma mais profunda a vitória de Obama.

Para isso, esse grupo de artistas que se dedicam em Nova York ao mundo do hip-hop criou uma edição especial sobre as eleições presidenciais do projeto educativo e musical "The week in rap", com o qual, por meio de um videoclipe de dois minutos, levam as notícias às escolas do país.

"Obama, o morador da Casa Branca, será o 44º presidente, mas ainda não o é. Deverá esperar até o próximo dia 20 de janeiro. Está de férias? Nem fala", segue o novo vídeo, que busca estimular o interesse das crianças pelo que acontece na política americana.

A iniciativa faz parte dos projetos didáticos que a Flocabulary leva a muitas escolas do país e a partir das quais, fazendo uso do hip-hop como atração, consegue que os estudantes se interessem pelas matérias que devem estudar.

"As crianças sabem que as notícias afetam suas vidas, mas costuma acontecer que não se aproximam da imprensa convencional para conhecê-las", explicou hoje à Agência Efe o presidente e um dos fundadores da Flocabulary, Alex Rappaport, que assegurou que o objetivo é conseguir que "os mais jovens se sintam mais atualizados".

Os professores que desejem mostram através da internet os vídeos de "The week in rap" e convidam os alunos a pesquisar sobre a notícia que mais chamou a atenção deles.

"Não acho que sejamos os primeiros a tentar algo assim; mas sim a fazê-lo a partir de um ponto de vista educacional e não político ou satírico", diz Rappaport.

No rap dedicado às eleições, não é Obama o único protagonista, mas o seu adversário, o republicano John McCain, também é citado em alguns versos.

"McCain reconheceu sua derrota com classe. Disse coisas bonitas que não tinha por que dizer", diz o videoclipe, no qual também se informa que os democratas conseguiram a maioria no Senado e na Câmara dos Representantes, assim como que a avó de Obama morreu um dia antes da vitória do neto.

Para Blake Harrison, diretor criativo e outro fundador da Flocabulary, a iniciativa conseguiu, por enquanto, "uma boa aceitação", e funciona, segundo disse à Efe, já que "a música e o vídeo são meios que apanham a atenção das crianças ao apresentar conteúdos de uma maneira suave".

Os criadores da iniciativa concordam ao assegurar, além disso, que esperam que "The week in rap" ajude a melhorar a imagem que muitos pais e professores têm do hip-hop, como uma música cheia de palavrões e que trata temas de mal gosto.

"Queremos que se tenha uma imagem positiva do gênero, por isso criamos letras adequadas para serem ouvidas em um sala de aula: é o hip-hop didático", assegurou Harrison.

O novo projeto da Flocabulary funciona desde outubro e, desde então, tratou assuntos tão distintos como a concessão dos prêmios Nobel, a crise econômica mundial, o desenvolvimento do conflito do Iraque e os debates eleitorais entre Obama e McCain. EFE dvg/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.