Estudante é acusado de tentar vender seu voto no eBay

Um estudante universitário que colocou seu voto nas eleições presidenciais de novembro à venda no site de leilões eBay disse que tudo não passou de uma brincadeira. Mas os promotores não vêem graça.

AP |

O estudante da Universidade de Minnesota, Max P. Sanders, 19, foi acusado de alta traição na quinta-feira depois de supostamente pedir o lance mínimo de US$10 em troca de seu voto no candidato da escolha do ganhador do leilão.

"Boa sorte!" Sanders escreveu sob seu pseudônimo zepdrummer612. "Seu país precisa de você!". Sanders também foi acusado de extorsão, de acordo com uma lei estadual de 1893 que torna a venda ou compra de votos ilegal.

O gabinete do secretário de Estado de Minnesota tomou conhecimento da oferta no website através de uma denúncia anônima e informou os promotores. Os investigadores enviaram uma intimação ao eBay e conseguiram a informação do vendedor. O estudante disse aos investigadores que era o responsável pela venda e que "era uma brincadeira que já foi retirada do site".

"Nós levamos isso muito a sério. Principalmente porque acreditamos que é errado vender seu voto", disse John Aiken, porta-voz do gabinete. "Pessoas morreram para que outras tiivessem direito ao voto nesse país e isso não é algo que pode ser vendido".

A lei foi raramente usada desde seu surgimento nos anos 1920, quando muitas pessoas vendiam seus votos em troca de bebidas, disse o promotor assistente do condado Pat Diamond.

Sanders e seu advogado, Steven Levine, se recusaram a comentar o assunto na quinta-feira. Caso condenado, ele corre o risco de ter que passar cinco anos na cadeia e pagar uma multa de US$10,000.

Quanto à oferta no eBay. Nenhum lance foi dado.

Leia mais sobre: eBay

    Leia tudo sobre: ebay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG