Estudante chinês de universidade americana pode estar infectado com a gripe

Pequim, 11 mai (EFE).- Um estudante universitário chinês nos Estados Unidos se transformou no primeiro cidadão do gigante asiático a ser declarado suspeito de estar com gripe suína e permanece isolado em Chengdu, província de Sichuan, onde chegou no dia 8 de maio, informou o Ministério da Saúde chinês.

EFE |

O homem, de sobrenome Bao e de 30 anos, viajou de Saint Louis (EUA) para a China no dia 7 de maio com escalas em São Paulo e Tóquio, onde tomou um voo da Northwest para Pequim, em cuja cidade permaneceu várias horas antes de ir para Chengdu, quando já sentia febre, dor de cabeça e tosse.

Por não se sentir bem, ele mesmo foi ao hospital provincial da capital de Sichuan. Chegando ao local, foram feitos exames com resultados positivos leves para gripe. Ele foi considerado suspeito e isolado em outro hospital de doenças infecciosas.

O Ministério da Saúde pediu às pessoas que viajaram nos mesmos voos que Bao - primeiro caso suspeito na China continental (já que o primeiro da Ásia foi em Hong Kong e se trata de um cidadão mexicano que já teve alta) - que se identifiquem em centros de saúde.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE pc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG