Estrangeiros detidos em manifestações contra o governo iraniano

Vários estrangeiros foram detidos no Irã durante os protestos de 27 de dezembro, nos quais pelo menos oito manifestantes foram mortos e centenas presos, afirmou o ministro das Informações, Heydar Moslehi.

AFP |

"Alguns detidos são cidadãos estrangeiros envolvidos na propaganda e na guerra psicológica contra o Irã", afirmou Moslehi.

"Haviam entrado no Irã apenas dois dias antes. Suas câmeras fotográficas e material foram apreendidos", acrescentou o ministro, que não precisou o número nem a nacionalidade dos detentos.

A polícia anunciou a prisão de 500 manifestantes em 27 de dezembro em Teerã, dos quais 300 permaneciam detidos na semana passada, mas os números não incluem as detenções efetuadas por outras forças de segurança, como as milícias islâmicas ou os agentes dos serviços de informação.

Centenas de pessoas também foram presas durante as manifestações em várias cidades de províncias, segundo a oposição.

O Irã foi cenário em 27 de dezembro das protestos mais violentos desde as manifestações posteriores à reeleição em junho passado do presidente Mahmud Ahmadinejad, denunciada como fraudulenta pela oposição.

hif-lma/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG