Cairo, 12 jun (EFE).- Um cidadão saudita denunciou um estrangeiro de origem árabe, de nacionalidade desconhecida, por matar uma formiga, o que é considerado crime pelas doutrinas islâmicas, informou hoje o jornal Al-Hayat.

Segundo o jornal, para apoiar sua denúncia, o saudita citou vários versículos do Corão, nos quais o profeta Maomé proíbe que se mate formigas.

"O estrangeiro, que trabalha no mercado da cidade, amassou a formiga com violência e sem nenhuma compaixão, o que é proibido pelo Islã", segundo as informações do jornal.

O juiz, que aceitou a denúncia, ainda não tomou nenhuma decisão, por considerar que é "a primeira vez" que um caso como esse é registrado. EFE nq/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.