Estátua da Liberdade ganha câmeras em 125º aniversário

As webcams transmitirão imagens ao vivo na sexta durante cerimônia de aniversário que acontecerá na Liberty Island

iG São Paulo |

NYT
Foto da EarthCam mostra a Estátua da Liberdade em Nova York de uma câmera instalada em sua tocha
A Estátua da Liberdade vai ganhar cinco webcams presas à sua tocha, no alto da enseada da cidade de Nova York, nos EUA, que vão proporcionar imagens que o público não vê há quase um século. As câmeras vão começar a transmitir imagens ao vivo na sexta-feira, durante cerimônia que acontecerá na Liberty Island para celebrar o 125º aniversário da inauguração da estátua, um presente da França ao povo norte-americano.

O público poderá assistir em seus computadores vídeos ao vivo de trânsito, embarcações e aviões em imagens panorâmicas de alta resolução mostrando o horizonte de Manhattan, Brooklyn e a vizinha Nova Jersey. "Para pessoas que não vêm à Estátua da Liberdade, será uma nova oportunidade para verem a estátua, o que a cerca e como ela se encaixa na paisagem da cidade," disse em entrevista na terça-feira Stephen Briganti, presidente da Fundação Estátua da Liberdade.

As autoridades fecharam o acesso do público à tocha em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial, após uma explosão em um depósito de munições nas proximidades, que foi atribuída a sabotadores alemães e danificou a estátua. Desde então, a vista abrangente tem sido vista apenas por aqueles que fazem a manutenção da estátua.

As câmeras foram colocadas dentro de recipientes de aço um pouco menores que caixas de sapato. Uma delas aponta diretamente para baixo, oferecendo uma visão incomum da coroa da estátua e das pessoas andando em volta de sua base, 91 metros mais abaixo. De acordo com Briganti, os visitantes na estátua poderão acenar para seus amigos e familiares em casa, que poderão vê-los em seus computadores. Duas outras webcams estão sendo instaladas no Brooklyn, apontando para a estátua.

As câmeras foram doadas pela EarthCam, uma empresa de tecnologia de webcams de Nova Jersey. Qualquer um poderá acessar os vídeos a partir dos sites da EarthCam e da Estátua da Liberdade, dentro do site do Serviço Nacional de Parques.

As autoridades planejam para essa sexta-feira em Liberty Island um dia de eventos para comemorar o aniversário da estátua. Haverá uma leitura do poema "The New Colossus," de Emma Lazarus, feita pela atriz Sigourney Weaver, e serão tocados os hinos nacionais da França e dos EUA.

Depois da festa, o acesso ao interior da estátua, incluindo sua coroa, será proibido por mais ou menos um ano, enquanto a estátua passa por reformas . Mas a Liberty Island continuará aberta aos visitantes.

A estátua já tinha sido fechada em 1984 para permitir uma primeira restauração antes do centésimo aniversário. Após os atentados de 11 de setembro de 2001, seu acesso também foi fechado por vários anos.

O monumento chamado "A Liberdade iluminando o Mundo" foi oferecido em 1886 pela França aos EUA em sinal de amizade para celebrar, com dez anos de atraso, o centenário da declaração de independência americana, em 4 de julho de 1776.

A inauguração foi celebrada em 28 de outubro de 1886, na presença do então presidente americano, Grover Cleveland. Durante anos, a estátua, obra do escultor francês Auguste Bartholdi, foi a primeira imagem que os milhões de imigrantes que chegavam de barco aos EUA tinham após a longa travessia do Oceano Atlântico.

O presidente Nicolas Sarkozy e o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, visitaram a estátua em 22 de setembro e anteciparam parte da celebração de aniversário para aproveitar para aproveitar a presença do francês na cidade.

Com AFP e Reuters

    Leia tudo sobre: estátua da liberdadefrançaeuanova york

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG