Estátua da Liberdade, em NY, fechará durante um ano para reforma

Autoridades tentam evitar que atração seja interditada antes de outubro, mês em que o monumento completa 125 anos

iG São Paulo |

Getty Images
Estátua da Liberdade passará por reformas, que ainda não têm data para começar

A Estátua da Liberdade, um dos principais pontos turísticos de Nova York e dos Estados Unidos, ficará fechada para reforma pelo período de um ano, segundo anunciou o secretário de Interior americano, Ken Salazar.

De acordo com o jornal The New York Times, autoridades também tentam evitar que o monumento seja fechado antes de 28 de outubro, dia em que a estátua completa 125 anos de inauguração.

A data do fechamento ainda não está clara porque, segundo funcionários ouvidos pelo jornal, os projetos de reforma não foram finalizados e o financiamento das obras não está aprovado. Serão necessários US$ 27,25 milhões para melhorias no sistema de segurança do monumento.

A base, o pedestal e o deck de observação da Estátua da Liberdade ficaram fechados por três anos depois do ataques do 11 de Setembro. A coroa ficou fechada por ainda mais tempo e só foi aberta em 2009. O mesmo tipo de operação acontecerá dessa vez: a visitação interna será proibida, mas ainda será possível ir até a Liberty Island e ver a Estátua da Liberdade por fora.

O responsável do Serviço de Parques de Ellis Island e da Estátua da Liberdade, Vince Swift, afirmou que a grande maioria dos turistas não chega a subir no interior da torre e assegurou que "viverão exatamente a mesma experiência" enquanto o monumento permanecer fechado.

Com EFE

    Leia tudo sobre: euaturismonova yorkestátua da liberdade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG