Autoridades tentam evitar que atração seja interditada antes de outubro, mês em que o monumento completa 125 anos

Estátua da Liberdade passará por reformas, que ainda não têm data para começar
Getty Images
Estátua da Liberdade passará por reformas, que ainda não têm data para começar

A Estátua da Liberdade, um dos principais pontos turísticos de Nova York e dos Estados Unidos, ficará fechada para reforma pelo período de um ano, segundo anunciou o secretário de Interior americano, Ken Salazar.

De acordo com o jornal The New York Times, autoridades também tentam evitar que o monumento seja fechado antes de 28 de outubro, dia em que a estátua completa 125 anos de inauguração.

A data do fechamento ainda não está clara porque, segundo funcionários ouvidos pelo jornal, os projetos de reforma não foram finalizados e o financiamento das obras não está aprovado. Serão necessários US$ 27,25 milhões para melhorias no sistema de segurança do monumento.

A base, o pedestal e o deck de observação da Estátua da Liberdade ficaram fechados por três anos depois do ataques do 11 de Setembro. A coroa ficou fechada por ainda mais tempo e só foi aberta em 2009. O mesmo tipo de operação acontecerá dessa vez: a visitação interna será proibida, mas ainda será possível ir até a Liberty Island e ver a Estátua da Liberdade por fora.

O responsável do Serviço de Parques de Ellis Island e da Estátua da Liberdade, Vince Swift, afirmou que a grande maioria dos turistas não chega a subir no interior da torre e assegurou que "viverão exatamente a mesma experiência" enquanto o monumento permanecer fechado.

Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.