Estatal venezuelana doa ilha a Nova Jersey para virar reserva

Washington, 21 abr (EFE).- A companhia petrolífera venezuelana CITGO informou hoje que doou a ilha Petty, situada no rio Delaware, no estado americano de Nova Jersey, para que vire uma reserva ecológica, cultural e histórica.

EFE |

A empresa, filial da Petróleos de Venezuela S.A. (PDVSA), diz em comunicado que a doação, anunciada pelo presidente Hugo Chávez dentro da Cúpula das Américas realizada no fim de semana passado passada em Trinidad e Tobago, "demonstra o compromisso do povo da Venezuela com a conservação do ambiente e do bem-estar geral dos povos".

A ilha ocupa uma área de 214 hectares sobre o rio Delaware e fica próxima à cidade da Filadélfia.

A área foi habitada pela tribo Lenni-Lenape e uma mulher quaker chamada Elizabeth Kinsey, que fugia da perseguição religiosa na Europa, a comprou em 1678.

Posteriormente, teve vários proprietários e até chegou a servir de palco para comércio de escravos, jogos ilegais e área para duelos.

A Cities Service, antecessora da CITGO, adquiriu em 1916 a Crew Levick Company e sua refinaria na ilha em 1916, que posteriormente passou às mãos da PDVSA, quando esta adquiriu os primeiros 50% da CITGO, em 1986.

O uso da Petty como área de operações de refino e armazenamento de hidrocarbonetos terminou em 2001 e, desde então, a CITGO só realiza projetos de conservação ambiental na zona.

A petrolífera diz que durante os últimos anos diversas empresas tinham feito pressão para que as autoridades destinassem a ilha à construção de hotéis, cassinos, campos de golfe e casas de alto valor comercial. EFE ojl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG