Estados Unidos reforçam arsenal antimíssil ante o Irã

Os Estados Unidos estão acelerando a mobilização de sistemas antimísseis no Golfo para evitar um eventual ataque iraniano, relata a edição deste sábado do New York Times (NYT).

AFP |

O jornal cita militares e a administração Obama, precisando que Washington movimenta navios especializados ao largo do litoral iraniano, assim como interceptadores de mísseis em quatro países: Qatar, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Kuwait.

Omã também está na lista, mas nenhum sistema antimíssil foi instalado no país, segundo o jornal.

O NYT diz que os países árabes estão mais e mais inclinados a acolher equipamentos de defesa americanos por temerem as ambições e a capacidade militar do Irã.

Esses preparativos militares visam a prevenir eventuais represálias iranianas que seguiriam a um reforço das sanções internacionais contra Teerã. Poderiam, também, dissuadir Israel de atacar militarmente as instalações nucleares iranianas.

O Senado americano aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei permitindo ao presidente Barack Obama sancionar as importações de gasolina iraniana, para forçar Teerã a se conformar a suas obrigações internacionais relativas ao programa nuclear.

O Irã recusa há meses uma oferta da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) de fazer enriquecer seu urânio no exterior. A comunidade internacional suspeita que Teerã desenvolva sua capacidade militar a pretexto de um programa nuclear civil.

Washington e cinco outros países (Alemanha, China, França, Reino Unido, Rússia) tentam um acordo sobre a aplicação de mais sanções contra o Irã, mas a China afirma querer prosseguir negociações com Teerã.

    Leia tudo sobre: euaeua no iraqueirãmissilmísseisnuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG