Miami, 28 ago (EFE) - A população dos estados do Texas, Louisiana, Missouri, Alabama e Flórida começou hoje a tomar medidas de precaução perante a ameaça do impacto da tempestade Gustav, que pode se transformar em um furacão de forte intensidade.

O Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos alertou hoje para a necessidade de adotar as precauções necessárias perante uma situação de emergência ou a ordem de evacuação antes que "Gustav" se aproxime da costa.

O Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) prevê que "Gustav" entrará nas águas do Golfo do México no domingo e que na madrugada de terça-feira impactará algum local do litoral da Louisiana.

A trajetória atual indica que "Gustav", talvez como um furacão de categoria três, toque o solo muito perto de Nova Orleans, justamente quando nesta sexta-feira se completam três anos do desastre provocado pelo furacão "Katrina".

O governador da Louisiana, Bobby Jindal, pôs em alerta cinco mil membros da Guarda Nacional e a situação se estende também aos outros estados, embora ainda seja prematuro prever o trajeto de "Gustav".

Além de "Gustav", o NHC prevê que, a partir de domingo, a oitava tempestade tropical da temporada, "Hanna", que hoje se formou no Atlântico, ameace a costa leste da Flórida, embora ainda seja prematuro confirmar sua trajetória.

O secretário de Segurança Nacional, Michael Chertoff, viajará à Louisiana para acompanhar de perto as medidas de organização e prevenção em coordenação com as autoridades do estado.

Hoje, as autoridades dominicanas reduziram o nível de alerta declarado no país pelo risco que diferentes localidades corriam devido à passagem do furacão "Gustav", que deixou oito mortos na República Dominicana.

O Centro de Operações de Emergências (COE) informou hoje em comunicado que reduziu de vermelho para amarelo o alerta decretado na segunda-feira em 19 das 32 províncias do país e diminuiu de amarelo para verde o aviso mantido em outras nove províncias.

Da mesma forma, retirou o alerta verde que declarou nas outras quatro províncias, como medida de prevenção perante a passagem pelo país de "Gustav".

No entanto, esclareceu que os moradores das províncias que ainda estão sob alerta e que estão localizadas em zonas vulneráveis "devem tomar as medidas de precaução contra inundações".

Na Jamaica, centenas de turistas deixaram o país, um dos paraísos tropicais do Caribe, pela proximidade de "Gustav", que ameaça hoje atingir novamente a ilha, transformado em furacão.

A Agência de Gestão de Emergências e Preparativos perante Catástrofes (ODPEM, em inglês) está sob alerta em nível nacional perante o aviso de furacão (passagem do sistema em 24 horas) que vigora na Jamaica.

Ronald Jackson, diretor-geral da ODPEM, informou que foram enviadas equipes no nordeste e oeste da ilha com provisões de emergência que incluem água, cobertores e alimentos enlatados.

O Exército dispôs pessoal e equipamentos, incluindo aeronaves, para prestar socorro imediatamente em operações de busca e resgate.

EFE esc/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.