Estado espanhol indeniza homossexual preso durante o franquismo

Um homossexual espanhol se converteu no primeiro indivíduo indenizado pelo Estado por ter sido preso sob a ditadura de Franco (1939-1975) por causa de sua orientação sexual, informou a Associação de Ex-Presos Sociais.

AFP |

Antoni Ruiz, o primeiro gay a sofrer represálias na ditadura franquita, ganhou o direito de uma indenização pelos 94 dias passados na prisão nos anos 70 por sua "condição sexual".

O ministério da Economia ainda não confirmou de imediato a informação.

A lei de reabilitação de vítimas do franquismo, aprovada em 2007 por iniciativa do governo socialista de José Luis Rodríguez Zapatero, reconheceu formalmente os homossexuais entre as vítimas do regime franquista.

A indenização foi fixada em 4.000 euros para homossexuais presos entre um e seis meses, 8.000 euros para os presos de 6 meses a 3 anos e 12.010,12 euros para penas superiores.

Os historiadores acreditam que entre 1.000 e 5.000 homossexuais foram presos na Espanha devido a sua orientação sexual entre 1939 e 1979.

fz/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG