Estado de Washington promulga lei do suicídio assistido

Washington será o segundo Estado dos Estados Unidos a permitir o suicídio assistido a partir desta quinta-feira, quando entrar em vigor a nova lei sobre a morte com dignidade. Depois da aprovação da medida em um referendo, em novembro, os médicos em Washington estarão autorizados a prescrever doses letais de medicamentos para enfermos em fase terminal, com menos de seis meses de vida.

AFP |

Só outro Estado do país, o Oregon, conta com uma legislação similar. Mas um tribunal em Montana (ambos no noroeste dos Estados Unidos) decidiu recentemente que os enfermos terminais têm direito a buscar ajuda médica para se suicidarem.

Os defensores da nova legislação de Washington disseram que a lei permite a "morte com ajuda" o que é mais que um suicídio assistido ou a eutanásia, informou Terry Barnett, presidente da sede em Washington da organização Compassion & Choices advocacy group.

"Não é eutanásia porque eutanásia envolve a ação de um médico para dar fim à vida do paciente. Não é suicídio porque a pessoa que escolhe uma ajuda para morrer não quer acabar com a sua vida".



Leia mais sobre suicídio assistido

    Leia tudo sobre: suicídio assistido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG