Estado da Geórgia executa assassino que matou namorada

Washington, 6 mai (EFE) - O estado da Geórgia executou hoje o assassino William Earl Lynd, ao retomar a aplicação da pena de morte nos Estados Unidos, informou à Agência Efe um porta-voz da penitenciária de Jackson, onde a sentença foi cumprida.

EFE |

Lynd, de 53 anos, foi executado com uma injeção letal poucos minutos depois que a Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou uma solicitação para que o castigo fosse comutado, apresentado como um último recurso por seus advogados.

Lynd foi condenado à morte pelo seqüestro e assassinato de sua namorada, a quem matou com três tiros na cabeça há quase 20 anos.

EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG