Estádios vazios preocupam organizadores da Olimpíada

As autoridades chinesas admitiram que estão preocupadas com os estádios vazios durante a Olimpíada de Pequim, que chegou ao quarto dia de competições nesta terça-feira. Os organizadores estão destacando batalhões de torcidas para ocupar os lugares vazios dos estádios.

BBC Brasil |

Os batalhões têm a instrução de torcer por todos os atletas que estão competindo para "melhorar a atmosfera" da competição, segundo os organizadores.

Os batalhões são formados por voluntários que costumam ajudar na organização dos eventos esportivos. É fácil identificar os torcedores empregados, porque eles usam uma roupa oficial do evento.

Ingressos esgotados

O pequeno público é motivo de preocupação para as autoridades chinesas, que investiram pesado na Olimpíada.

Na segunda-feira, apenas dois dos 18 estádios de Pequim tinham lotação acima de 90%, apesar de os ingressos para diversos eventos estarem supostamente esgotados.

Para os organizadores, muitos torcedores estão deixando de lado as fases iniciais de algumas competições para se concentrar apenas nas fases finais. Eles também culpam o mau tempo.

"Para competições como vôlei de praia e basquete, os torcedores têm um ingresso que vale para a tarde, manhã e noite", diz Wang Wei, a principal autoridade do comitê de Pequim 2008 (Bocog), Wang Wei.

"Eles podem escolher ir a um deles, mas não a todos."
Ele disse que outras Olimpíadas também sofreram com esse problema.

Alguns eventos, como a partida de basquete entre China e Estados Unidos, estiveram com o estádio completamente lotado.

No entanto, outros - como judô, badminton e pólo aquático - estão com estádios e ginásios vazios.

"Há dezenas de assentos vazios. É horrível", disse um dos torcedores no ginásio onde as lutas de judô estão sendo disputadas.

Até mesmo na cerimônia de abertura ainda havia alguns assentos vazios.

Outro motivo possível para explicar alguns lugares vazios é o fato de que ingressos distribuídos a clientes corporativos não estão sendo usados.

Um cliente corporativo disse à BBC que muitos dos ingressos só chegam à mão dos convidados na véspera do evento, o que às vezes acaba sendo tarde demais.

    Leia tudo sobre: olimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG