Esquerda e verdes à frente da direita de Sarkozy nas eleições regionais na França

A oposição de esquerda e os ecologistas abriram dianteira diante da direita governista do presidente francês, Nicolas Sarkozy, no primeiro turno das eleições regionais deste domingo, marcadas por uma forte abstenção, segundo estimativas de institutos de pesquisa.

AFP |

Segundo dados do TNS-Sofres, o Partido Socialista (PS) tinha 30% dos votos, o Europa-Ecologia, 12,3%, e a Frente de Esquerda, 6,2%, enquanto a governista União para um Movimento Popular (UMP, direita) tinha 26,5%.

AFP
Carla Bruni e Sarkozy votam
De acordo com dados do instituto OpinionWay, o PS tinha 28,4%, o Europa-Ecologia, 13,6%, e a Frente de Esquerda, 5,3%. A UMP somava 27,3%.

Segundo números dos dois institutos, divulgados pelos canais de TV às 20h00 locais (16h00 de Brasília), após o fechamento das seções eleitorais, a Frente Nacional (FN, ultradireita) de Jean Marie Le Pen superava os 11%, mais que o previsto pelas pesquisas anteriores às eleições.

Ao contrário, em Ile de France, região onde se situa Paris, a UMP estava à frente, com 30% dos votos, mas o PS e o Europa Ecologia tinham, respectivamente, 28% e 17%, o que lhes permitirá avançar confortavelmente para o segundo turno no domingo, 21 de março.

Mais de 44 milhões de franceses estavam habilitados a votar para eleger 1.880 deputados provinciais das 26 regiões da França e ultramar.

A cifra obtida pela UMP, que controlava apenas duas das 26 regiões - Córcega e Alsácia - supõe um resultado historicamente baixo para uma maioria no poder, mas são ainda um revés para o presidente Sarkozy, que está no meio do mandato iniciado em 2007.

A importância destas eleições consiste em que são as últimas antes das presidenciais de 2012.

Leia mais sobre: França

    Leia tudo sobre: frança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG