Esquema de segurança para cúpula da Otan inclui 10 mil policiais

Estrasburgo (França), 3 abr (EFE).- Mais de dez mil policiais estão desdobrados em Estrasburgo, no nordeste da França, para cuidar da segurança da cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e para controlar os 40 mil manifestantes contrários à Aliança Atlântica que devem participar das diversas mobilizações previstas.

EFE |

Dos 40 mil ativistas, ao menos dois mil foram qualificados como "violentos".

Como lembrou a ministra de Interior francesa, Michèle Alliot-Marie, quando apresentou esta semana o esquema de segurança da cúpula, esta é a "maior operação de segurança em território francês após a reunião do G8 (Grupo dos Oito, as sete nações mais industrializadas e a Rússia) de Evian, em 2003".

Das 61 brigadas existentes na França das Companhias Republicanas de Segurança da Polícia Nacional, 48 estão em Estrasburgo por ocasião da cúpula da Otan.

Os protestos anti-Otan ocorreram no setor de Ganzau, a cerca de sete quilômetros do centro da cidade, cujos acessos estão tomados pelas forças de segurança.

O esquema inclui ainda estradas bloqueadas, trafico rodoviário internacional desviado a mais de 100 quilômetros e identificação especial para a movimentação de moradores nas áreas da cidade onde estarão os participantes da cúpula.

Além disso, os habitantes serão proibidos de ter convidados em casa nas áreas mais conflituosas e parte do transporte público foi interrompido.

Um posto de descontaminação nuclear, radiológica, biológica e química, controlado por 15 bombeiros especializados, foi instalado em pleno centro da cidade, preparado a intervir em caso de atentado para tratar possíveis contaminados.

Na localidade de Hoerdt, as forças militares desdobraram plataformas de lançamento de mísseis terra-ar para resguardar o espaço aéreo da área, aonde hoje a grande maioria dos participantes da cúpula está chegando.

Do outro lado da fronteira, 15 mil policiais controlarão os atos da cúpula em Baden-Baden, onde a chanceler alemã, Angela Merkel, oferecerá um jantar hoje à noite aos chefes de Estado e de Governo da Otan, e em Kehl, de onde irão amanhã para a passarela do Reno para tirar a foto de grupo. EFE ja/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG