Esposa de Zelaya diz que ele pode voltar na quarta ou quinta a Honduras

O presidente destituído de Honduras, Manuel Zelaya, pode voltar ao país na quarta ou quinta-feira, segundo sua esposa, Xiomara Castro.

AFP |

"Mel pode regressar entre quarta e quinta-feira apesar do perigo que possa correr sua vida", afirmou a esposa, que nesta terça falou durante uma manifestação dos seguidores do presidente derrubado em na capital hondurenha.

A primeira-dama assegurou que tudo é negociável em relação à possibilidade de iniciar um diálogo entre as partes em conflito, menos a restituição do cargo ao marido.

Xiomara permaneceu refugiada durante os últimos dias na embaixada dos Estados Unidos na capital hondurenha, mas decidiu encabeçar a manifestação junto à família do jovem Isis Obed, morto na manifestação de domingo passado.

Anteriormente, presidente da Suprema Corte de Honduras, Jorge Alberto Rivera, propôs conceder uma anistia ao presidente deposto Manuel Zelaya para superar a crise provocada pelo golpe de Estado de 28 de junho.

"A anistia política é uma possibilidade", declarou Rivera ao jornal salvadorenho El Diario de Hoy.

Rivera deve viajar em breve a Washington junto com uma delegação para negociar com a Organização dos Estados Americanos (OEA) uma "saída dialogada" para a crise.

A promotoria de Honduras acusa Zelaya de 18 delitos, entre eles traição à pátria. O ex-dirigente foi destituído do cargo e expulso para a Costa Rica no dia 28 de junho.

cmm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG