Esposa de Moussavi pede libertação dos pessoas presas nos últimos dias

Zahra Rahnavard, esposa do candidato derrotado nas eleições presidenciais de 12 de junho, Mir Hossein Moussavi, pediu a libertação das pessoas detidas nos últimos dias, segundo o site da campanha do candidato.

AFP |

"Lamento que uma grande quantidade de membros da elite política e de pessoas tenham sido detidas e peço sua libertação", declarou Rahnavard.

"Não fui detida. Continuo meu trabalho na universidade, mas ao mesmo tempo, ao lado do povo, protesto contra os resultados oficiais da eleição".

"O nacionalismo e o sangue dos mártires exige que esteja presente, sem deixar de protestar contra o resultado das eleições, e que defenda dentro da lei o direito do povo", completou.

Rahnavard acrescentou que o governo não deve agir como se estivesse em "estado de sítio".

Desde o anúncio dos resultados da eleição de 12 de junho, com a escolha do presidente Mahmud Ahmadinejad para um segundo mandato, os partidários de Moussavi protestam em Teerã e nas províncias.

Dezenas de líderes políticos e jornalistas críticos, assim como centenas de manifestantes, foram presos em Teerã e outras cidades do país.

bur/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG