Esposa de Menem se recupera de intoxicação por gás

Santiago do Chile, 16 jun (EFE) - A chilena Cecilia Bolocco, esposa do ex-presidente da Argentina Carlos Menem, se recupera em casa após receber alta da clínica na qual estava internada por uma intoxicação com monóxido de carbono que também afetou seu filho Máximo e outras pessoas, disseram hoje pessoas ligadas à família. O acidente ocorreu no sábado passado, quando a ex-Miss Universo e seu filho Máximo Saúl Menem, de 4 anos, fruto de seu casamento com o ex-presidente argentino, estavam em um recinto do Centro de Esqui La Parva, cerca de 30 quilômetros ao leste de Santiago do Chile. A intoxicação foi causada pelo mau funcionamento de uma estufa, disse à imprensa o dono do estabelecimento, Pablo Vermehren. Ele mesmo se deu conta da situação e ligou para a clínica Las Condes, de Santiago, na qual os afetados foram internados. A maioria dos intoxicados recebeu alta no domingo.

EFE |

Máximo permaneceu na clínica por algumas horas e foi removido por sua tia Diana, irmã da apresentadora de televisão.

Cecilia Bolocco abandonou a clínica na tarde de domingo, evitando os jornalistas que a aguardavam na entrada.

O médico de plantão da clínica, Jorge Segóvia, disse que ela foi submetida a diversos exames, pois antes de sofrer a intoxicação havia caído na neve enquanto esquiava.

Vermehren afirmou à imprensa que a intoxicação foi causada por uma falha humana, pois a estufa a gás da qual escapou o monóxido de carbono não havia sido bem acesa.

"Foi a falha de uma pessoa e todos estão bem. É a única coisa que posso dizer", afirmou Vermehren, cuja esposa, María Loreto Gaete, era a única que permanecia internada domingo à noite. Apesar disso, fontes da clínica ressaltaram que ela passa bem e receberá alta hoje. EFE ns/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG