Esposa de Berlusconi vai pedir divórcio depois de 30 anos de vida em comum

A esposa do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, Veronica Lario, farta do comportamento do marido, pedirá o divórcio após 30 anos de matrimônio, enquanto o marido manteve silêncio e se limitou a dizer que se trata de um assunto pessoal doloroso.

AFP |

"É um assunto pessoal doloroso, que entra na esfera privada e do qual me parece melhor não falar", declarou Berlusconi à imprensa.

Dois jornais italianos informaram neste domingo que Veronica Lario, 52 anos, esposa do premier, 72, decidiu pedir o divórcio depois de 30 anos de vida comum.

"A decisão de Veronia: adeus a Silvio", afirma na primeira página o jornal La Stampa. "Veronica, adeus a Silvio: 'Eu decidi pedir o divórcio'" destaca o La Repubblica, jornal de esquerda. As duas publicações citam amigas e pessoas próximas da primeira-dama como fontes.

Também destacam que Veronica Lario já entrou em contato com uma advogada de confiança e deu instruções para que o processo de divórcio comece o mais rápido possível.

Há três dias, Veronica criticou duramente Berlusconi pela intenção do chefe de Governo de incluir jovens belas nas listas eleitorais de seu partido para as eleições europeias de junho, obrigando o premier a recuar da ideia.

Ao que tudo indica, a paciência chegou ao fim com a participação de Berlusconi na semana passada em uma festa de 18 anos de uma jovem de Nápoles, já que segundo Veronica ele nunca comparece às festas de aniversário dos próprios filhos.

"Meu casamento está acabado. Não posso ficar com um homem que se encontra com menores", teria afirmado Veronia Lario a uma amiga, segundo o La Repubblica.

"Ler nos jornais que se encontra com uma menor de idade, já que a conhecia antes que completasse 18 anos, ler que ela o chama de 'papi' e que fala de seus encontros em Roma e Milão, foi francamente inaceitável. Como posso ficar com um homem assim?", teria questionado, de acordo com o jornal La Stampa, que cita amigas da primeira-dama.

Silvio Berlusconi e Veronica Lario se conheceram em 1980 e se casaram no civil dez anos mais tarde, já que o chefe de Governo era divorciado.

Eles têm três filhos: Barbara, 24 anos, Eleonora, 22, e Luigi, 20.

Veronica Lario, que quase nunca aparece ao lado do marido, também o havia criticado há dois anos em uma carta publicada na imprensa, porque Berlusconi havia elogiado em público uma jovem por seus atributos físicos.

O anúncio do pedido de divórcio provocou muitas reações no país.

"Veronica confirma ser a verdadeira líder da oposição na Itália. Para o dirigente de um movimento que apoia a família e os valores cristãos, o fracasso de seu próprio matrimônio representa um fracasso político", comentou Vittorio Sgarbi, crítico de arte e ex-deputado do partido de Berlusconi.

O principal movimento de oposição, o Partido Democrata (PD) está dividido entre os que, como Luigi Zanda, vice-líder dos senadores do PD, consideram que é necessário separar as lutas políticas dos assuntos pessoais e os que pensam o contrário.

"Deixemos de hipocrisia e falemos claramente: o divórcio de Berlusconi é um tema político e uma oportunidade para o PD", afirmou Mario Adinolfi, membro da diretoria do PD.

"Podemos imaginar (o presidente americano, Barack) Obama recebendo um golpe assim por parte de Michelle, ou (o presidente francês, Nicolas) Sarkozy atacado assim por Carla Bruni sem que aconteça um debate público e político?", questionou Adinolfi, para quem Berlusconi é "confuso em sua vida privada e confuso na maneira megalômana de administrar, mal, um país afundado em uma crise profunda".

ljm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG