Esposa de Berlusconi pediu o divórcio por causa das mentiras do marido

A esposa de Silvio Berlusconi, Veronica Lario, diz que foram as reiteradas mentiras do chefe de Governo italiano que a levaram a pedir o divórcio em maio passado, segundo um livro que acaba de ser lançado na Itália.

AFP |

Em 26 de abril, Berlusconi foi à festa de aniversário da jovem Noemi Letizia, depois de dizer a sua esposa: "Tenho que ir a Nápoles, tenho uma reunião importante amanhã pela manhã, bem cedo", afirma Lario no livro "Tendenza Veronica" comentando o que ficou conhecido como "escândalo Noemi".

"Foi a enésima mentira. Para ter um pouco de respeito, valia mais a pena pedir o divórcio", explica Veronica Lario, de 53 anos, casada com "Il Cavaliere" desde 1990 e mãe de três de seus filhos.

"Cheguei ao meu limite. Não posso ficar com um homem que sai com menores", explicou.

Berlusconi desmentiu em muitas ocasiões o suposto caso, mas nunca esclareceu direito suas relações com a jovem.

Além do caso Noemi, Berlusconi foi atingido por outro escândalo, que envolvia uma prostituta de luxo, Patrizia d'Addario, que disse ter passado uma noite na casa do chefe de Estado em Roma e ter sido remunerada por seus serviços por um empresário acusado de corrupção em Bari (sul).

mny/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG