Esperança não se baseia em previsões econômicas e remotas, diz papa

Roma, 3 jan (EFE).- O papa Bento XVI disse que, em 2010, não faltam problemas nem na Igreja nem no mundo, mas ressaltou que, graças a Deus, a esperança não se baseia em previsões improváveis nem em previsões econômicas.

EFE |

Bento XVI fez estas declarações diante de milhares de fiéis que assistiram, na Praça de São Pedro do Vaticano, à tradicional reza do Ângelus dominical.

O papa insistiu em que a esperança da humanidade se baseia em que a história faz sentido, porque está cheia da sabedoria de Deus.

"Nós confiamos no Deus que em Jesus revelou de um modo definitivo sua vontade de estar com o homem e de compartilhar sua história, para guiar a todos a seu reino de amor e vida", acrescentou.

O pontífice aproveitou a ocasião para renovar seus desejos para este novo ano e ressaltou também que 2010 será "mais ou menos bom na medida que cada um, segundo suas próprias responsabilidades, saiba colaborar com a graça de Deus". EFE ebp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG