Especialistas preveem grande destruição e mortes após terremoto no Haiti

Washington, 12 jan (EFE).- Especialistas em sismologia preveem uma grande destruição e muitas vítimas como resultado do terremoto que sacudiu hoje o Haiti, país mais pobre da América Latina.

EFE |

O sismo, que deu origem a um alerta de tsunami, teve magnitude de 7,0 graus na escala Richter e foi seguido por réplicas de menor intensidade, mas também destrutivas, devido à pequena profundidade do epicentro.

Um movimento sísmico deste tipo pode causar grandes danos, declarou hoje à imprensa Don Blakeman, analista do Serviço Geológico dos EUA (USGS, sigla em inglês).

"Acho que vamos ver danos substanciais e vítimas" como resultado deste terremoto, o mais violento na história do Haiti, indicou.

Essa possibilidade cresce pelo fato de o terremoto ter ocorrido em uma zona muito povoada, próxima a Porto Príncipe, capital do país, onde vive quase a metade da população haitiana, de aproximadamente 9 milhões de pessoas.

O embaixador do Haiti nos EUA, Raymond Joseph, pediu que a comunidade internacional ajude seu país, e assinalou que o sismo foi de proporções "catastróficas" dada a pobreza do Haiti.

"Definitivamente, peço a ajuda dos Estados Unidos", disse o embaixador, que se mostrou emocionado na entrevista. "A única coisa que posso fazer agora é rezar e confiar que não ocorra o pior", apontou.

"É possível que haja milhares de mortos", disse Karel Zelenka, dos Serviços Católicos de Ajuda, em Porto Príncipe, antes de terem sido cortadas as comunicações com a capital, segundo relatou uma porta-voz do grupo em Washington.

Também disse que "o caos e o desastre é total e que Porto Príncipe esta coberta por uma nuvem de pó", acrescentou. EFE ojl/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG