Especialistas não identificam obras em reator norte-coreano

Especialistas que analisaram imagens de satélite do reator nuclear norte-coreano em Yongbyon afirmaram que não há qualquer evidência de que o estado comunista esteja tentando reconstruir esta instalação.

AFP |

Imagens divulgadas nesta sexta-feira pelo Institute for Science and International Security (ISIS), com sede em Washington, revelam que peças fundamentais do reator não foram reparadas.

"A análise destas imagens não revela qualquer atividade de reconstrução das instalações do reator", destaca o ISIS.

A Coreia do Norte desativou o reator como parte de um acordo, firmado em 2007, com Estados Unidos, China, Rússia, Coreia do Sul e Japão, mas informou hoje ter chegado à última fase do enriquecimento de urânio e que começou a fabricar novas armas nucleares com barras de urânio usadas.

As imagens, feitas em 10 de agosto, mostram um complexo de prédios, incluindo um que segundo o ISIS é a torre de resfriamento destruída, onde não há sinais de reconstrução.

Os inspetores da ONU retiraram os lacres e removeram o equipamento de vigilância das instalações de Yongbyon após a Coreia do Norte abandonar as conversações a seis e suspender sua cooperação com a Agência Internacional de Energia Atômica.

Leia mais sobre Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: bombacoréia do norteonu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG