Especialistas estimam que há 4 mil infectados pela gripe no Chile

Santiago do Chile, 3 jun (EFE).- Especialistas assessores do Ministério da Saúde chileno afirmaram hoje que o número de infectados pela gripe suína chegaria atualmente a 4 mil no Chile, muito acima dos 360 casos confirmados antes pelo Governo.

EFE |

As estimativas foram realizadas pelo diretor do hospital da Universidade Católica do Chile, o infectologista Carlos Pérez, após participar hoje, junto com outros membros do comitê assessor dessa pasta, de uma reunião com a presidente chilena, Michelle Bachelet, informou o jornal "La Segunda".

Segundo o Instituto de Saúde Pública do Chile, o número de infectados pelo vírus subiu para 360 casos, entre os quais um morreu na região de Los Lagos e outros seis se encontram em estado grave.

Desta maneira, o Chile se transformou no quinto país do mundo que registra mortos por causa do vírus A (H1N1) e o primeiro na América do Sul.

A opinião de Carlos Pérez se juntou à do infectologista do hospital da Universidade do Chile, Miguel O'Ryan, que nesta terça-feira estimou as pessoas infectadas entre 3 mil e 4 mil.

O Governo anunciou hoje uma série de estratégias para combater a propagação do vírus, aumentando em 5% o pessoal dos centros de assistência de Santiago, assim como a eventual compra de equipamento médico adicional.

Além disso, o Governo confirmou que a diretora de Saúde da região de Los Lagos, Eugenia Schnake, está com gripe suína.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ls/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG