Especialistas chilenos esperam bom tempo para estudar desaparecimento de lago

Santiago do Chile, 10 abr (EFE) - Especialistas do Ministério de Obras Públicas chileno estão à espera de que melhorem as condições meteorológicas na região de Aysén, no sul do país, para visitar o local onde desapareceu um novo lago de origem glacial. A confirmação foi feita hoje pelo diretor-geral de Aguas, Rodrigo Weisner, ao dizer que assim que as condições climáticas melhorarem, a área será sobrevoada, incluindo o rio Baker, o Lago Colonia e a geleira Colonia, para poder estabelecer a condição atual do desaparecido lago Cachet 2. A um ano do desaparecimento do lago Témpano, de 1,8 quilômetro quadrados, situado na região de Aysén, 1.700 quilômetros ao sul de Santiago, o Cachet 2, situado no setor leste de Campo de Hielo Norte, de cinco quilômetros de comprimento e um de largura, se esvaziou aparentemente pelas altas temperaturas registradas na zona.

EFE |

Segundo especialistas do Centro de Estudos Científicos de Valdivia (CECS), o aumento incomum das temperaturas -até 30 graus Celsius - provocou o derretimento da geleira adjacente Colonia e do próximo Chachet, o que produziu um aumento excessivo dos níveis da água do Chachet 2, que, ao superar seu limiar de flutuação, se "esvaziou".

A situação foi descoberta em 7 de abril, quando especialistas observaram um forte aumento no caudal do rio Baker, que passou dos 1.200 metro cúbico por segundo até um máximo de 3.570 metros cúbicos por segundo, em um período de 48 horas.

O fenômeno significou um aumento temporário de 4,5 metros no nível do rio, enquanto a temperatura do mesmo diminuiu nesse período de 8 a 4 graus Celsius.

"A redução de temperatura no rio Baker faz crer que o fenômeno teve sua origem na ruptura de alguma estrutura glacial próxima à vertente leste de Campo de Hielo Norte", indicou Weisner.

O funcionário informou que, após o "esvaziamento" do lago, não se contabilizam vítimas nem feridos e o caudal de água começou a descer paulatinamente. EFE mc/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG