Espanhola é presa com 5 kg de cocaína nas sandálias

Uma passageira espanhola foi presa nesta quarta-feira no aeroporto de Barajas, em Madri, com cinco quilos de cocaína pura escondidos em fundos falsos de sandálias. A mulher, residente na Suíça, viajava entre Dakar, no Senegal, e a capital espanhola com uma mala pequena, quase vazia e seis pares de calçados recheados da droga.

BBC Brasil |

Segundo a polícia, o que provocou suspeita foi o nervosismo da passageira, quando um guarda lhe indicou que passasse os calçados que vestia pelo raio-x, uma medida de praxe nos aeroportos espanhóis.

O aparelho detectou a presença de uma substância dentro da sandália, desde o fundo da palmilha até os saltos.


Mulher tentou entrar no país com cocaína na sandália / Reprodução

A mulher, cuja identidade não foi revelada (identificada apenas as iniciais S.P.V.), negou que estivesse viajando com mais cocaína na mala, até que a polícia encontrou o mesmo esconderijo falso nas outras sandálias.

Escondido na porcelana

Os calçados não são o único truque dos traficantes internacionais para tentar burlar o controle da polícia espanhola.

Em março, foram apreendidos 20 quilos de cocaína pura camuflados em um conjunto de louça de porcelana. As 42 peças viajaram entre a Venezuela e Barcelona passando desapercebidas por quatro controles alfandegários.

A apreensão que chamou a atenção até do ministro do Interior foi a mais surpreendente pela sofisticação do método químico de transformação da droga.

Mas não é a única do tipo. No ano passado, foram encontrados sete quilos de cocaína escondidos em garrafas de azeite de oliva e vinagre que saíram do Peru.

Em 2006, traficantes camuflaram quatro quilos da droga em fundos falsos de um baixo e um amplificador que viajou da Colômbia até Madri.

Um ano mais tarde um chileno foi pego tentando entrar em Barajas com 7,6 quilos de cocaína dentro de uma prancha de windsurf.

Houve ainda apreensões em frascos de perfume, laptops, pacotes de sopa desidratada e gesso. Em março, um passageiro espanhol foi preso ao desembarcar em Barcelona com cinco quilos da droga na perna engessada.

A polícia acredita que o traficante tenha sofrido um acidente provocado, que acabou em fratura da tíbia e perônio, para evitar o controle de raio-x do aeroporto.

As penas por traficar entorpecentes na Espanha vão de um a seis anos de prisão, dependendo da quantidade da droga apreendida.

Leia mais sobre Espanha

    Leia tudo sobre: espanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG