Espanhóis isolados já têm certificados de saúde para sair de Hong Kong

Hong Kong (China), 8 mai (EFE).- Os clientes que permanecem isolados no Hotel Metropark de Hong Kong, entre eles oito espanhóis, vivem as últimas horas de quarentena com expectativa, após ter recebido hoje os certificados que credenciam que se encontram em perfeito estado de saúde.

EFE |

Os afetados, que foram isolados por temor a um contágio da gripe suína, foram informados pelas autoridades da logística preparada para levá-los ao aeroporto, a outros hotéis ou a residências particulares.

"Até que não se tenha tudo você não fica tranquilo", disse hoje à agência Efe uma cidadã espanhola em quarentena no hotel Metropark, do distrito de Wan Chai.

A barcelonesa, que não quis revelar sua identidade e que se encontra em viagem de negócios na ex-colônia britânica, expressou seu agradecimento a todo o pessoal do hotel pelo tratamento recebido, mas disse que apesar disso não prolongará, como farão outros espanhóis, sua estadia no país.

"Eu vou embora, agora do que tenho vontade é de chegar a minha casa e abraçar meus familiares", ressaltou.

Os espanhóis afetados pela quarentena são 7 homens e uma mulher.

No total, cerca de 300 pessoas, entre clientes e pessoal do hotel afetados pelo isolamento, deixarão as instalações a partir das 20h30 (9h30 de Brasília).

Por outro lado, o Governo local assegurou que se elevaram as medidas de controle sobre porcos vivos e carne de porco desde que se descobriram casos de gripe suína no mundo e pediu a restaurantes e barracas de rua que extremem as medidas de higiene. EFE mch/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG