Espanha vai acelelar aplicação de medidas anticrise

Madri, 13 abr (EFE).- O Governo espanhol encurtará os prazos para a aplicação das medidas previstas para frear a crise econômica, que, ao longo de um ano, causou mais de um milhão de demissões no país.

EFE |

Em reunião com o Governo reformado na última quarta-feira, o chefe do Executivo, José Luis Rodríguez Zapatero, decidiu hoje, com seus três vice-presidentes, a aceleração das medidas.

Zapatero se reuniu no Palácio de la Moncloa com María Teresa Fernández de la Vega, primeira vice-presidente do Governo; Elena Salgado, segunda vice-presidente e ministra da Economia; e Manuel Chaves, terceiro vice-presidente terceiro e porta-voz de Política Territorial.

Fontes do Executivo informaram à Agência Efe que a reunião focou a situação econômica e a aplicação das medidas já decididas contra a crise.

Além disso, a reunião de Zapatero terminará com uma série de encontros bilaterais entre membros do novo Governo, que não descansaram no feriado da Semana Santa para melhorar a coordenação das pastas.

Ná última terça, o chefe do Executivo trocou seis ministtros, entre eles o da Economia e o da Fazenda. Frear a crise e encontrar o caminho da recuperação estão entre os objetivos do novo Governo. EFE bb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG