Espanha sofre série de atentados com carros-bomba

A Espanha foi alvo, nas últimas 24 horas, de uma série de ataques atribuídos à organização separatista basca ETA, que deixaram ao menos sete feridos no norte do país, informaram as autoridades neste domingo.

AFP |

No último ataque, um carro-bomba explodiu na localidade de Santoña, após um telefonema anômino alertar sobre o atentado, informaram à AFP fontes do governo da Cantabria.

"Talvez haja algum ferido", assinalaram as fontes, destacando que a explosão ocorreu à 01h00 local (20h00 Brasília), na zona do Patronato Militar Virgen del Puerto.

Um telefonema anônimo, em nome da organização separatista basca ETA, alertou o Serviço de Ajuda nas Estradas (DYA) "sobre a explosão de uma bomba à 01h00 na avenida Carrero Blanco" de Santoña.

Segundo um porta-voz do DYA, a chamada ocorreu 35 minutos antes da explosão e permitiu que a zona fosse evacuada, mas o ataque produziu "importantes danos materiais".

Na ação mais grave, outro carro-bomba explodiu próximo à delegacia de Ondarroa, no País Basco espanhol, deixando sete feridos, sendo quatro policiais e três civis.

Segundo as autoridades, os terroristas tentaram atrair os policiais para a rua antes de detonar a bomba.

"Estacionaram o veículo ao lado de um muro próximo à porta da delegacia, saíram do carro e lançaram coquetéis molotov para que os policiais saíssem. Depois, detonaram a bomba", disse à AFP uma porta-voz do Departamento basco do Interior.

A explosão em Ondarroa ocorreu às 04h30 local (23h30 Brasília).

Um terceiro carro-bomba explodiu à 00h00 local nas imediações de Vitoria, capital do País Basco, pouco depois de uma ligação anônima para a Polícia Autônoma, que isolou a área.

Segundo a imprensa espanhola, os ataques têm a marca da organização separatista basca ETA, e a secretaria basca do Interior declarou que isso é muito provável.

    Leia tudo sobre: eta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG