Espanha: socialistas querem ganhar País Basco sem perder Galícia

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) do presidente do governo José Luis Rodríguez Zapatero, busca nas eleições regionais deste domingo ficar com o governo basco, sem perder o executivo da Galícia, onde os conservadores podem conseguir uma maioria absoluta.

AFP |

Galegos e bascos começaram a votar às 9H00 local (05H00 de Brasília) para eleger os 75 deputados do parlamento regional, que votará por sua vez para o novo presidente de cada região, embora tudo indique que os executivos sairão de alianças, como as que já governam as duas comunidades.

No País Basco, a polícia registrou alguns pequenos incidentes, como as vaias ao candidato socialista, Patxi López, no momento da votação em Bilbao.

Vários colégios eleitorais amanheceram fechados depois que a polícia anunciou a detenção de um suposto membro da organização separatista basca ETA por suspeita de estar preparando um atentado.

Esta região vive neste domingo suas eleições mais disputadas em vários anos, com 1,78 milhão de eleitores cadastrados e que podem romper o empate revelado nas pesquisas entre o Partido Socialista de Euskadi (PSE) e o Partido Nacionalista Basco (PNV, moderado), que governa há 29 anos, entregando o executivo aos socialistas.

Enquanto no País Basco os socialistas tentam ficar com o governo, na Galícia esperam manter o executivo que compartilham com o Bloco Nacionalista Galego (BNG).

As pesquisas indicaram que os 2,6 milhões de eleitores do noroeste espanhol, delas 12% residentes no exterior, principalmente na América Latina, votarão novamente em sua maioria para o conservador Partido Popular (PP), que governou a região durante 24 anos e que pode recuperar a maioria absoluta.

Esta é a principal preocupação de socialistas e nacionalistas galegos, que nas eleições anteriores, apesar de serem partidos menos votados que o PP, se aliaram para formar o atual bipartido governista na Galícia.

A pesquisa do jornal La Voz de Galicia de sexta-feira colocava o PP a dois votos da maioria absoluta, com 36.

Os colégios eleitorais fecham às 20H00 local (16H00 de Brasília) e os primeiros resultados oficiais em ambas as eleições serão divulgados por volta das 22H00 local (18H00 de Brasília).

esb-gr/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG