Espanha reserva 1,7 mil bolsas de estudos para A.Latina

Madri, 17 jul (EFE).- O Governo espanhol, por meio da Fundação Carolina, vai conceder 1.

EFE |

730 bolsas de estudos a profissionais da América Latina interessados em fazer uma especialização na Espanha entre 2009 e 2010.

A informação é do diretor acadêmico da instituição, Alfredo Moreno Cebrián. Ao todo, a Fundação Carolina distribuirá 1.153 bolsas de pós-graduação, 265 de doutorado e pós-doutorado, 267 de formação permanente e 45 de estudos institucionais.

Essas últimas fazem parte de um projeto piloto. De caráter corporativo, elas beneficiarão 20 trabalhadores de instituições públicas ou privadas do Paraguai, República Dominicana e El Salvador.

De 2001, quando foi criada, até o ano passado, a Fundação Carolina já investiu 89 milhões de euros no fomento à cultura e à educação na América Latina, "soma com a qual já foram financiadas mais de 10.200 bolsas de estudo", segundo Moreno Cebrián.

Este ano, os candidatos ibero-americanos às bolsas de pós-graduação chegaram a 57.026 (3.594 a mais que no ano passado).

A instituição oferece bolsas em 12 áreas. As mais disputadas na última seleção aprofundam os estudos em Tecnologias da Informação e das Comunicações e na Sociedade do Conhecimento, Educação e Desenvolvimento dos Recursos Humanos.

Também foram muito procuradas as bolsas de Economia e Finanças, Organização e Inovação Empresarial, Desenvolvimento Econômico e Integração Regional, Cooperação Internacional e Bem-estar Social, Desigualdade e Inclusão Social. EFE yv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG