MADRI (Reuters) - A Espanha rejeitou um pedido de asilo feito por um dos filhos do líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, por não acreditar que ele esteja sendo perseguido, informou o Ministério do Interior. Omar bin Laden foi detido no aeroporto internacional de Madri após chegar em um vôo do Cairo, com conexão em Marrocos, e pedir por asilo na segunda-feira.

Bin Laden, que viajou com um passaporte da Arábia Saudita e acompanhado de sua mulher britânica, pediu um visto britânico no início deste ano, mas este também foi negado.

O filho de Bin Laden, que se declarou pacifista em entrevistas à mídia, tem 24 horas para recorrer da decisão de quarta-feira, disse uma autoridade do Ministério do Interior.

(Reportagem de Raquel Castillo)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.