Madri, 27 dez (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, pediu hoje a Israel e ao movimento palestino Hamas que cessem imediatamente a violência e retomem o diálogo, após o ataque do Exército israelense à Faixa de Gaza que deixou mais de 200 mortos e 750 feridos.

Através de uma nota do Ministério de Assuntos Exteriores, Moratinos expressou sua "firme condenação" tanto pela "desproporcional" resposta do Exército israelense quanto pela "irresponsável provocação" do Hamas pelo lançamento de foguetes antes do ataque de hoje.

O comunicado acrescenta que o ministro entrou em contato com as partes, com a Presidência francesa da União Européia e com outros atores da comunidade internacional para tentar propiciar um cessar-fogo.

Em sua rodada de contatos, o ministro espanhol conversou com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, com quem coincidiu na "necessidade de uma volta ao diálogo que permita o estabelecimento de uma trégua duradoura".

A operação militar de hoje, a mais violenta contra os palestinos em 40 anos, segue às ações com foguetes contra território israelense por parte de grupos armados palestinos.

Moratinos manifestou também seu "apreço" pelo esforço de intermediação que o Egito está fazendo para conseguir uma trégua.EFE cpg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.