Espanha não estará representada na posse de presidente hondurenho

Madri, 23 jan (EFE).- A Espanha não reconhecerá o presidente eleito de Honduras, Porfirio Lobo, até o restabelecimento da plena normalidade democrática no país e não enviará nenhum representante institucional a sua posse, no próximo dia 27, informaram hoje à Agência Efe fontes do Governo.

EFE |

O Ministério de Assuntos Exteriores espanhol descartou a presença do príncipe Felipe de Borbón na posse de Lobo, ao considerar que o novo presidente substitui o Governo golpista de Roberto Micheletti que derrubou Manuel Zelaya em 28 de junho do ano passado.

A decisão de Micheletti de abandonar a Casa Presidencial antes da posse e o acordo de Lobo com o presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, para que Zelaya viaje a este país no dia 27 não são condições suficientes para que a Espanha reconheça o novo Governo, acrescentam as fontes.

O Governo espanhol, no entanto, "não fecha as portas" para que a relação com Lobo se amenize após sua posse, uma vez que os golpistas se afastem do poder, se busque uma "saída honrosa" a Zelaya e se coloque as bases de um acordo de reconciliação nacional. EFE cpg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG