Espanha lembra vítimas de acidente com avião da Spanair

Madri, 20 ago (EFE).- A Espanha lembrou hoje as 154 pessoas que morreram há um ano no acidente com um avião da companhia Spanair, que bateu nas imediações do aeroporto de Barajas, em Madri.

EFE |

O avião MD-82 se acidentou em 20 de agosto de 2008, quando tentava decolar, em Madri, com destino a Las Palmas de Gran Canaria, nas Ilhas Canárias.

Este acidente, no qual houve 18 sobreviventes, foi a pior catástrofe aérea na Espanha em 25 anos.

Hoje, houve diversos atos em memória das vítimas, justamente quando estão sendo divulgados alguns detalhes da investigação dessa tragédia.

Segundo um relatório da comissão de investigação divulgado esta semana, o avião decolou com os flaps recuados e houve uma falha no sistema encarregado de avisar à tripulação.

O relatório indica que, na operação de decolagem, foram "ultrapassadas" três barreiras de segurança: a lista de comprovação para configurar o avião, as listas de comprovação para confirmar e verificar a configuração e o TOWS (sistema de advertência de configuração), que não advertiu da configuração errada da decolagem.

Em função do relatório e das investigações realizadas pela associação dos familiares, os porta-vozes dos parentes afirmaram hoje que o aparelho não deveria ter decolado quando se descobriu que o sensor de temperatura tinha falhas, e que tinha dado problemas já em seis voos anteriores.

Os familiares das vítimas denunciaram também, em entrevista coletiva, que houve deficiências e descoordenação no plano de emergência.

Os parentes fizeram essas declarações antes da missa celebrada nos jardins do aeroporto de Madri, com a presença de representantes do Governo espanhol, da Comunidade Autônoma de Madri e da Prefeitura da capital.

Dezenas de parentes assistiram emocionados à missa celebrada pelo capelão do aeroporto, junto com cinco sacerdotes.

Muitas das aproximadamente 300 pessoas que foram ao ato religioso não conseguiram conter as lágrimas durante o ato, enquanto levavam ramos de flores, que depois colocaram no lugar onde o avião se acidentou.

Também em Las Palmas de Gran Canaria, foram lembradas as 154 vítimas do acidente, na maioria habitantes locais.

Organizado pelo Governo local das Canárias e pela associação local de vítimas do acidente, mais de 100 pessoas assistiram emocionadas ao ato e fizeram um minuto de silêncio em memória das vítimas.

Junto à placa de homenagem, foi colocado um ramo de 154 rosas brancas, que depois alguns parentes jogaram no mar.

Além disso, os pilotos que estão hoje trabalhando no aeroporto de Barajas interromperam por um minuto suas atividades, coincidindo com o momento exato em que ocorreu o acidente do avião da Spanair, em homenagem às vítimas. EFE nac/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG