Espanha investiga morte de cantor pop irlandês

A polícia espanhola está investigando a morte do cantor irlandês Stephen Gately, que morreu neste sábado na ilha de Mallorca, onde ele passava suas férias. Stephen Gately, de 33 anos, fazia parte do grupo Boyzone, que fez sucesso nos anos 90 na Irlanda e na Grã-Bretanha.

BBC Brasil |

Um porta-voz da família do cantor disse que não há sinais de suicídio, homicídio ou uso de drogas, e que o cantor teria morrido de "causas naturais".

Gately passava as férias na cidade de Port d'Antratx, na ilha espanhola, com seu parceiro Andrew Cowle.

Topo das paradas
Os outros quatro integrantes do grupo viajaram para Mallorca. Em uma nota à imprensa, os cantores disseram que Gately "morreu tragicamente".

"No momento nós não temos muitos detalhes", afirma a nota.

Getty Images

O cantor do Boyzone Stephen Gately ao lado do marido, Andrew Cowles, com quem se casou em 2006

A polícia foi chamada à casa do cantor na tarde de sábado. As autoridades disseram que não há sinais de violência. Uma autópsia será realizada na terça-feira.

O Boyzone ficou famoso nos anos 90 na Grã-Bretanha. Seis músicas suas atingiram o topo das parada no país, entre elas a canção "All That I Need" e uma regravação de "Words" dos Bee Gees.

Gately ganhou notoriedade no grupo ao assumir sua homossexualidade aos 23 anos de idade - algo incomum entre cantores das chamadas "boy bands", cujo principal público é feminino.

O Boyzone havia voltado aos palcos em 2007 e planejava um disco para o próximo ano. O cantor Elton John, amigo de Gately, disse neste domingo que está chocado com a morte do cantor.

    Leia tudo sobre: boyzone

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG