Espanha informa UE dos controles diante de gripe suína

Luxemburgo, 27 abr (EFE).- A Espanha informou hoje aos outros membros da União Europeia (UE) sobre sua atuação diante do primeiro caso de gripe suína detectado em território do bloco, durante uma reunião na qual ninguém mencionou a possibilidade de recomendar que não se viaje ao país.

EFE |

Assim afirmou, em entrevista coletiva, o secretário de Estado espanhol de Relações com a UE, Diego López Garrido, após informar aos representantes dos outros países sobre os protocolos e medidas de controle adotadas desde sexta-feira passada na Espanha, onde foi confirmado o primeiro caso de gripe suína na UE.

"Estamos diante de um caso absolutamente localizado e controlado exaustivamente", disse López Garrido, para quem a UE não deve transferir "nenhum tipo de alarmismo", mas "trabalhar coordenadamente" para enfrentar o problema sanitário.

Em relação à possibilidade de recomendar não viajar à Espanha, como foi feito com EUA e México, onde o foco foi detectado com mais virulência, López Garrido afirmou que "ninguém mencionou essa possibilidade".

A Comissão Europeia (órgão executivo da UE) descartou hoje que a Espanha esteja mais exposta que outros países da UE à gripe suína, e rejeitou que possa ser considerada a porta de entrada do novo vírus na Europa, disseram especialistas de Saúde do Executivo europeu.

No entanto, a confirmação do primeiro caso europeu de contágio do novo vírus na Espanha é "um passo importante na consideração da gravidade da situação em nível internacional", afirmou hoje o responsável da Direção Geral de Saúde do Executivo comunitário Robert Madelin, em entrevista coletiva.

A detecção do vírus H1N1 na Espanha pode contribuir para elevar o alarme da Organização Mundial da Saúde (OMS) ao quarto nível, disseram especialistas de Saúde do Executivo comunitário. EFE met/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG