Espanha garante apoio a Zelaya em volta a Honduras

Caracas, 27 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, garantiu hoje ao presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, que a Espanha fará tudo que for necessário para que seu retorno a Tegucigalpa aconteça o mais rapidamente possível.

EFE |

Moratinos, em coletiva de imprensa em Caracas junto ao chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, mostrou a Zelaya o pleno apoio da Espanha em sua volta ao poder.

O chefe da diplomacia espanhola afirmou que o compromisso de Zelaya é evitar situações que possam derivar em violência e emprazou o Governo de fato de Roberto Micheletti a atuar da mesma maneira e permitir o retorno à ordem constitucional.

A conversa entre Moratinos e Zelaya foi anterior ao comparecimento perante a imprensa com Maduro, que horas antes tinha retornado a Caracas após ter estado vários dias junto ao presidente deposto na fronteira entre Honduras e Nicarágua.

"Garanti a ele que por parte da Espanha, e de tudo que nos compete na União Europeia, faremos todo o necessário para que este retorno seja o mais rapidamente possível", afirmou o ministro espanhol.

Segundo ele, a Espanha mantém a postura "taxativa" a favor de Zelaya e contra o golpe militar que provocou sua saída do país há um mês.

Moratinos explicou que "essa posição não mudou e se mantém", o que levou a Espanha a chamar a consultas seu embaixador em Tegucigalpa poucos dias depois do golpe. EFE cpg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG