Espanha faz plano para transportar passageiros da Air Comet

MADRI - Os dois primeiros aviões contratados pelo governo espanhol para transportar os milhares de latino-americanos, entre eles centenas de brasileiros, afetados pela falência da Air Comet saíram na noite desta quarta-feira de Madri (no horário local), informou o Ministério do Fomento. As primeiras aeronaves terão como destino Buenos Aires, na Argentina, e Lima, no Peru. Na quinta-feira, haverá dois voos até Bogotá, na Colômbia, enquanto a viagem para Quito, no Equador, será no dia de Natal.

iG São Paulo |


O governo espanhol tentará que os outros passageiros possam viajar em voos regulares. Com esta operação, segundo a imprensa, espera-se que 90% dos 7.000 afetados pelo fechamento da empresa possam voar.

Entre os prejudicados, estão cerca de 1.500 brasileiros, de acordo com o governo espanhol. O Itamaraty ainda não sabe informar quantos destes brasileiros serão beneficiados pelos aviões contratados pelo governo.

AFP
Passageiros da Air Comet aguardam nesta quarta-feira no aeroporto Barajas, em Madrid, Espanha
Passageiros da Air Comet aguardam nesta quarta-feira no aeroporto Barajas, em Madrid, Espanha

Na terça-feira, a Espanha suspendeu a licença da Air Comet, que conecta Madri a várias capitais latino-americanas, depois que vários de seus aviões foram embargados pela Justiça britânica pelo não pagamento de dívidas.

No aeroporto de Barajas, em Madri, milhares de pessoas aguardavam, desde segunda-feira, para poder embarcar à América Latina antes do Natal.

"Eu daqui não me movo até que haja voo, se for preciso faço uma greve de fome", disse uma passageira afetada à rede RTVE. "Levamos duas noites aqui, o que queremos é sair", acrescentou um homem, também latino-americano, em meio a gritos de "queremos viajar, queremos voar" e cartazes que diziam "greve de fome."

Reuters
Passageiros que tiveram voo cancelado esperam por solução no aeroporto de Madri

Passageiros esperam por solução no aeroporto de Madri


Os jogadores da seleção equatoriana de futebol que estavam em Madri para um jogo amistoso com o Peru retornarão para Quito na quinta-feira pela Air Europa.

Combustível

Segundo o Ministério do Fomento, a empresa tem uma dívida que supera os R$ 100 milhões, incluindo os salários atrasados de 640 funcionários que não recebem há seis meses.

O governo disse que retirou a licença de operações porque a companhia não tinha viabilidade nem para garantir o combustível dos aviões.

Reuters
Mulher chora após ter voo cancelado

Mulher chora após ter voo cancelado

Os primeiros informados de que os voos não sairiam deveriam ter embarcado na madrugada do dia 22, mas passaram a noite no saguão do aeroporto de Barajas sem hotel, comida, bebida, informação, nem soluções.

Os guichês da Air Comet permaneceram fechados e os passageiros revoltados protestaram, bloqueando com malas um dos acessos ao Terminal Um de voos internacionais. Os passageiros que já saíram da Espanha e tem passagens de volta da companhia também estão sendo prejudicados.

*Com Reuters e BBC Brasil

Leia mais sobre Espanha

    Leia tudo sobre: aviãocometespanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG